Eu E Catarina No Rio

Eu e Catarina no Rio

Aproveitei um congresso como desculpa, eu combinei com Catarina de passarmos o Final de semana no Rio. Cheguei na sexta, por volta das 8:30 hs da manhã e fiquei no aeroporto Santos Dumont esperando o vôo de Catarina, que chegou aproximadamente 10:00hs. Como sempre, ela estava linda, com uma blusinha bem decotada de oncinha, calça jeans apertada, para variar, e um sapato de salto alto e aquele sorriso maravilhoso que me enfeitiçou. Assim que nos encontramos, demos um longo e saudoso beijo característico de casais apaixonados que se encontram ou se despedem nos aeroportos de todo mundo.

Fomos para um hotel no Leme, e foi só a porta do quarto se fechar para começarmos a matar nossa saudade. Nos abraçamos bem forte e começamos a nos beijar. Coloquei minhas duas mãos nas nádegas de Catarina e a puxava com força para o meu lado, meu pau já estava duríssimo, lambia sua orelha e ela a minha, beijávamos o pescoço, um do outro, as nossas mãos percorriam por todo corpo do outro. Começamos a tirar a camisa e a blusa, um do outro, e a lamber o peito, gemer, se esfregar. Desabotoei seu sutiã e comecei a chupar seus fartos e deliciosos peitos, joguei Catarina na cama e comecei a tirar sua calça, confesso que deu um pouco de trabalho, mas isso foi bom porque só aumentou nosso tezão. Quando puxei sua calça e joguei no chão, vi uma linda calcinha branquinha de renda transparente, tirei minha calça em meio segundo e a cueca mais rápido ainda. Virei Catarina de costas, meu Deus! Que visão maravilhosa! A calcinha era um fio dental que deixava ver toda a bunda de Catarina. Não perdi muito tempo com a calcinha, tirei-a de uma só vez e afastei as suas nádegas com as mãos e comecei a lamber o seu cuzinho. Sem parar de lamber seu cuzinho, peguei um travesseiro e coloquei debaixo da sua barriga, para facilitar meu árduo trabalho. Agora eu lambia o rabinho e brincava com os dedos no grelinho. Catarina gemia, ria, sorria, gemia, e eu alternava a minha língua e meu nariz no cú e na buceta que já estava ensopada.

Quando não agüentávamos mais, enfiei meu pau de uma só vez, até o talo, na sua buceta. Catarina urrou e isso quase me fez gozar, então comecei um vai e vem bem vagaroso, para não gozar. E ela pedia, suplicava para que aumentasse a velocidade e a força, o que fiz assim que senti dominar o gozo, mas foi por pouco tempo. Quando vi já estava gozando, urrando e mordendo a nuca de Catarina. Nos beijamos, conversamos um pouco, rimos e fomos tomar um banho para aproveitar o dia que estava lindo.

Quando chegamos na Praia já era mais ou menos 1 hora da tarde, e por lá ficamos, tomando sol, cerveja, entrando no mar e dando uma bolinadinha de leve. Catarina sempre saia da água primeiro que eu e ficava rindo e me zoando, pois eu tinha que esperar o pau amolecer para sair dáagua. Por volta das 17:00 hs voltamos para o hotel, fomos para o chuveiro, trocamos umas carícias debaixo do chuveiro e ao sairmos Catarina começou a passar hidratante no corpo, eu disse:

– Pode deixar que passo em vc, deita na cama.

Ela se deitou de frente e comecei a passar, esfregar bem gostoso, depois comecei encher a cabeça do meu pau de hidratante e passar no corpo dela. Lambuzei meu pau de creme e começamos uma espanhola ( esfregar o pau no meio dos peitos ), ela apertava seus peitos com as duas mãos e eu ficava no vai e vem. Beijei sua boca e disse:

-Agora vou passar nas costas!

Ela se virou de costas e eu malandramente peguei o creme hidratante e o KY, sem ela perceber. Comecei a passar creme nas costas, parte de trás das pernas, nas nádegas, e aí lambuzei minhas mãos de KY e comecei a massagear seu cuzinho. Catarina gemia, seu cuzinho piscava, e eu sentia que Catarina estava gostando, mas estava com medo. Eu aproveitava cada vez que o cuzinho dela se abria de prazer e enfiava um pouco mais meu dedo indicador, e fiquei um bom tempo nessa brincadeira, com dedo indicador no cuzinho e o ?pai de todosó na sua bucetinha. Quando vi que ela já estava bem relaxada e com bastante tezão, tirei os dedos e comecei a brincar com o a cabeça do meu pau que já estava todo lambuzado de KY. Colocava a pontinha , ora na bucetinha, ora no cuzinho. Comecei a ficar mais tempo com o meu pau no rabo de Catarina e cada vez que seu cuzinho se abria de prazer, eu aproveitava e enfiava um pouquinho mais meu cacete. Essa brincadeira gostosa durou um bom tempo e quando Catarina percebeu, meu pau estava inteiro dentro do seu cú. Foi quando ela disse:

-Goiano filho da puta! Conseguiu comer meu cú e eu estou gostando

-Tá meu amor! Ta gostando! Ta doendo!

-Só um pouquinho,mas ta gostoso demais .

E ficamos assim por um bom tempo, trocando carinhos , beijinhos e eu mexendo meu pau dentro do rabinho dela com muito carinho até gozar. Ficamos deitados um pouco, calados, descansando, e trocando cafuné. Tomamos um banho e fomos comer alguma coisa, porque ninguém é de ferro.

Depois conto mais, afinal, esse foi só o primeiro dia de um final de semana espetacular, com uma mulher fantástica, na cidade maravilhosa.

    Contos relacionados

    Dando Gostoso Pro Instrutor Da Autoescola

    Essa e uma historia verídica!!!Estava fazendo autoescola quando meu instrutor pediu demissão. Foi aí que eu conheci o Leandro, instrutor que substituiu o antigo. Leandro é um mulato com quase dois metros de altura, corpo atlético, cabeça raspada,...

    A Safadinha Do Bairro

    Olá meu sou conhecido com Xandy, moro num bairro de periferia na zona sul de São Paulo, onde a história aconteceu. Em 2009 uma garota veio do centro de SP, morar aqui no bairro. Ela é linda, cabelos cacheados, pele bronzeada, gostosa e com uma bunda...

    Pagando Com Prazer

    Por mais que ele quisesse manter as aparências eu podia sentir a algum tempo que algo não ia bem, ele era um marido atencioso e nunca me negava nada, sempre sedia aos meus caprichos sem deixar que eu soube-se das suas dividas mais, o seu comportamento...

    Conquistando O Professor De Piano

    Conquistando o professor de piano Olá, meu nome é Laís, sou alta, magrinha, seios médios, cabelos não muito longos cacheados. Estou estudando música e tenho aulas particulares de piano uma vez por semana em minha casa. Meu professor é o...

    Fudendo a Tia gostosa

    Minha tia Gostosa( Prazer de verdade)Minha tia Fran(Fictício)Me beijou com loucura depois pediu pra eu sair de cima dela e fechar meus olhos fiquei deitado com os olhos fechados ouvindo e ouvi quando ela abriu a porta do quarto dela e depois ouvi barulho...

    Existe Ejaulação Feminina?

    Sou a Lu, Advogada, autora do "Primeira e última com um bem dotado". Pois segue meu segundo relato, muito embora, cronologicamente tenha ocorrido aproximadamente 4 anos antes do primeiro conto. Eu tinha 2 anos de casada e somado ao tempo de namoro já se...



    contoerotivohistoria de sexo lesbicohistorias de insestoconto erotico metrocontos eróticoscontos eróticos comi minha irmãcontos eroticos de gravidascontos lésbicoscontos eroticos encoxadascontos eroticos na infanciacontos erotico incestocontos inversaocontos eroticos de negrascontos bondagecontos punhetacontos eroticos excitantescontos lésbicoscontos de encoxadaeu minha mulher e um travesticontos eroticos cavalocontos de sexo reaiscontos eroticos de estuproscontos erticosconto erotico troca de casaisacervo de contos eroticoscontos de exibicionismocontos eroticos de amigasconto erotico acampamentorelatos de incestoscontos de putariaconto erotico familiahistorias pornograficaconto erotico metroencoxada no onibuscontos eroticos flagracontos eroticos romanticosc0ntos eroticosconto erotico submissacasa dos contoseróticostravesti contos eroticoscontos eroticos irmascontoscasadosconto erotico femininoconto erotico de coroacontos erotucosencochadascontos eroticos cunhadacontos eroticos de padrecontos eróticos incestocontos eriticosconto erotico primeiro analclube do cornocontos eróticos feticherelatos eroticos veridicoscontos eroticos primoscontos eróticos irmacontos eroticos animaisconto erótico realcontos erotigosconto eroricocontos e fetichesninfetas contosconto pornôsogra contocontos eroticos virgenscontos eroticos virgindadecontos de sexo proibidoscat contoscontos eroticos pai com filhaconto erotico no tremcontos de mulher casadacasais eróticoscontos eróticos lésbicashistória eróticoscontos fetichescontos eróticos negaocontos eroticos lebicasconto erotico lesbicascontos de sexo grupalcontos eroticos encoxada no onibusconto erotico orgiacontos eroticos abusocontos eroticos brasilincesto contos eroticoscontos eroticos com gordinhascontos eroticos de pai e filhacontos de incestosconto erotico de padrastocontos erotico no onibusconto erotico no carrocontos eroticos insestoscontos eroticos mulhercontos eroticos empregadacontos ponocontos heroticos reaisconto eróticoscontos eroticos adolecentesconto erotico academia